End: Rua Tocantins, 2265, Centro, 85501-272 - Pato Branco, PR
Tel: (46) 3225-6000 - secretaria@paroquiasaopedropb.com.br

Horários:

Notícias da Paróquia › 20/11/2020

Solenidade de Cristo Rei

O que é a solenidade de Cristo Rei?

Por que celebramos?

Neste último domingo do ano litúrgico, dia 22 de novembro, a Igreja nos coloca frente à realeza do Rei Jesus – Solenidade de Cristo Rei. Foi o Papa Pio XI que a criou, em 1925. Naquele contexto, a Igreja via como necessário reafirmar a soberania real de Jesus e de seus ensinamentos, em um mundo que ia se afastando cada vez mais do Senhor. Essa festa litúrgica pode parecer pretensiosa e triunfalista. Afinal, de que essa realeza se trata? Mas falar de realeza pode trazer muitos mal-entendidos. Se olharmos para a história, os reis de antigamente, veremos que tinham um poder absoluto sobre seus povos, que quase sempre esse poder acaba corrompendo, de certa forma o coração do homem, ferido pelo pecado. De toda forma, a realeza de Jesus é de outra índole. Em sua realeza, lembramos sua divindade, que se manifestou colocando-se a serviço da humanidade. E esse serviço que Jesus oferece é diferente de qualquer outro serviço prestado por pessoas poderosas.

Sabemos que, por mais poderoso que fosse alguém, não poderia servir-nos dando-nos a salvação, o perdão dos pecados, a possibilidade de voltar a amizade com Deus sempre que nos voltemos para ele arrependidos das nossas faltas. Em Jesus, podemos encontrar de novo o sentido de nossas vidas, que sem Ele caminha para a morte.

 

Segundo o especialista em Teologia Pastoral Bíblica-Litúrgica, o padre Anderson Marçal – CN – “A realeza de Jesus é a realeza do Amor Ágape de Deus por toda a humanidade e por toda a criação. Essa festa é a ocasião propícia para podermos reconhecer, mais uma vez, que na cruz de Jesus o ‘poder dominador’, o ‘poder opressor’, criador de desigualdades e exclusões, espalhador de sofrimento por todos os lados, está definitivamente derrotado”. O sacerdote destaca também que o término do ano litúrgico é uma boa oportunidade de fazer uma revisão de vida, diante do que foram as propostas feitas por Jesus ao longo do ano. “Durante todo o ano, na liturgia da Palavra, Jesus vai se apresentando a cada um de nós, vai se mostrando, mostrando seu Reino e para quê Ele veio. E [este] é o momento de nós fazermos uma boa revisão de vida, frente àquilo que a liturgia nos mostra, nos preparando para o encontro definitivo com Deus. Este encontro acontece a cada ano no Advento, em preparação ao Natal, mas chegará o tempo em que nos encontraremos definitivamente com Deus”, explica ele.

Que essa festa de Cristo Rei já nos coloque no clima de Natal e que não esqueçamos que aquele menino frágil, que vai nascer é, na realidade o Rei do Universo! Seu reino é um reino de justiça, de paz e amor. Há falta de paz no mundo, porque não há paz nas consciências. Apenas Cristo é capaz de conduzir o ser humano aos seus valores mais altos e sublimes, reinando em suas almas e em seus corações. Que nós possamos escolher o único Rei do Universo: Jesus Cristo. Que Ele realmente seja o rei do Universo e principalmente, o Rei do Universo do nosso coração!

Por Rosemary de Ross, Escritora e autora de vários livros publicados pela Paulinas Editora. Membro da PASCOM – Pastoral da Comunicação – da Paróquia São Pedro Apóstolo – Pato Branco – Paraná.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *